Criança de 5 anos é esquecida em van escolar por mais de 10 horas

Motorista e monitora responsáveis por levar o menino à escola foram afastados pela Prefeitura de Macaé, onde o caso foi registrado.

Uma criança de 5 anos foi esquecida em uma van escolar por mais de 10 horas, em Macaé, no Norte do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (18). No dia seguinte, o motorista e a monitora, responsáveis por levar o menino à escola, foram afastados pela Prefeitura, que apura o caso.

A criança teria entrado na van às 6h40, quando deixou a casa da família para ir até a Escola Municipal de Ensino Infantil (EMEI) José Augusto Abreu de Aguiar. No momento do desembarque, o menino continuou sentado, preso com o cinto de segurança e não deixou a van.

Até as 17h, a criança ficou no veículo, sem comida e sem água. Ele só foi encontrado pelos responsáveis pelo transporte escolar no momento em que retornaram à escola para buscar as crianças ao final do dia.

Familiares do menino só descobriram o acontecido quando receberam uma ligação da escola, afirmando que a criança não tinha comparecido à aula e, em seguida, pedindo que o buscassem. Em entrevista ao g1, a avó da criança, Vanessa Gomes, contou que o menino passou por horas de desespero e que os funcionários responsáveis pelo transporte teriam sido negligentes.

A Prefeitura de Macaé informou, em nota, que lamenta o ocorrido. Ainda, a Secretaria Municipal de Educação solicitou que a empresa terceirizada responsável pelo transporte escolar demitisse o motorista e a monitora envolvidos no caso.

Um boletim de ocorrência foi registrado para apurar o ocorrido e uma solicitação de abertura de processo civil contra os responsáveis foi encaminhada à Procuradoria do Município pela Secretaria de Educação.

Os responsáveis pela criança acionaram o Conselho Tutelar e registraram o caso na delegacia de Polícia Civil de Macaé. Ao g1, os familiares também afirmaram que vão processar os funcionários envolvidos no ocorrido.

Com informações da Itatiaia