Ipem-MG amplia fiscalização para garantir segurança nas compras de fim de ano

Mais de 40 mil itens, como brinquedos, panetones e luminárias, foram verificados pelo instituto

Com a chegada do Natal e do Ano Novo, os consumidores aumentam significativamente o movimento no comércio. Por esse motivo, o Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG), ampliou, neste mês de dezembro, as fiscalizações de diversos produtos vendidos nesta época do ano.

Mais de 40 mil itens, dentre brinquedos, luminárias, panetones, frutas secas, vinhos e diversos outros produtos foram alvo da fiscalização realizada pelo instituto.

Como explica o diretor de Metrologia e Qualidade do Ipem-MG, Luiz Marcelo Scalioni, é importante dar segurança à população que se dirige às compras nos dias que antecedem o Natal e o Réveillon, época considerada a de maior movimento pelo setor varejista.

“Trabalhamos durante todo o ano e, em algumas ocasiões tradicionais, fazemos operações especiais, como é o caso do Natal. Queremos defender o consumidor e auxiliar o empreendedor que trabalha direito, contribuindo, assim, para o desenvolvimento econômico do estado”, destaca.

Dicas 

Os alimentos para as ceias, como panetone, chester, peru, tender, pernil, espumantes, vinhos, cereais, lentilhas, frutas in natura e secas, devem ser comercializados com a indicação quantitativa de peso ou volume. A maioria desses itens se enquadra na categoria de produtos pré-medidos, que são aqueles embalados e medidos sem a presença do consumidor.

No momento da compra é importante verificar a fidelidade das informações dispostas nas embalagens dos produtos que vêm da indústria e dos fracionados pelo ponto de venda. Para isso, o consumidor pode utilizar as balanças disponibilizadas pelo supermercado, geralmente na área de hortifruti, para realizar a conferência.

Brinquedos

Com relação aos brinquedos, é obrigatório que eles possuam o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). A chancela garante que o produto não oferece riscos à segurança das crianças, se utilizado de acordo com as recomendações da faixa etária e as instruções de uso.

Também é importante que o brinquedo apresente informações de montagem e eventuais riscos associados à criança, além do CNPJ e do endereço do fabricante ou importador.

Na hora de entregar o presente à criança é preciso ter atenção com as embalagens. Caixas e sacos plásticos devem ser retirados do alcance, a fim de prevenir o risco de sufocamento e de acidentes com grampos e itens similares.

Enfeites

As luminárias natalinas precisam apresentar informações para que o consumidor faça a instalação correta. Existem dois modelos de luzes: tipo mangueira, com lâmpadas de led, e a pisca-pisca tradicional. As informações indispensáveis são potência em watts, tensão em volts e a logomarca do fabricante.

Esses produtos devem ter seus plugs e tomadas no padrão brasileiro, sextavados, que permitem o encaixe total dos pinos condutores de energia elétrica, evitando contato com o consumidor.

Ouvidoria 

O Ipem-MG conta com um canal de ouvidoria, no qual o cidadão que desconfiar ou encontrar irregularidades em algum equipamento pode registrar o fato por meio do fale conosco presente no site do instituto. Também é possível entrar em contato pelo endereço eletrônico [email protected] ou pelo telefone 08000 335 335.

Fonte: Governo de Minas