Orçamento Participativo: primeiro pacote de obras é autorizado para início imediato

Contratos para 23 obras foram assinados nessa terça-feira (6), em evento na Casa da Cidadania Dona Margarida Silva Costa

Ouvir. Planejar. Realizar. As duas primeiras etapas do Orçamento Participativo de Itabira foram vencidas no ano passado e agora chegou a hora de colocar a mão na massa. Nesta terça-feira (6), em evento na Casa da Cidadania Dona Margarida Silva Costa, foram dadas as autorizações para o primeiro pacote de obras escolhidas pela população das regionais do OP. Ao todo, são 23 ações que se iniciam imediatamente.

As obras estão divididas em seis contratos, licitados e homologados pela Prefeitura de Itabira a partir das assembleias realizadas nas regionais durante o ano de 2023. Os investimentos neste primeiro pacote se aproximam de R$ 3 milhões. Os contratos foram assinados pelo prefeito Marco Antônio Lage, pela secretária de Obras, Elaine Mendes, e pelo secretário de Administração, Gabriel Quintão, coordenador do Orçamento Participativo.

Confira as obras autorizadas: 

 

Regional Local Obra autorizada
5 Rocinha Construção de pontos de ônibus
4 Eldorado Construção de abrigos em pontos de ônibus
3 Amazonas Construção de pontos de ônibus no bairro
1 Bálsamos Instalação de ponto de ônibus na av. Mandrágora
1 Monsenhor José Lopes Construção de abrigos em pontos de ônibus na av. 400
9 Ipoema Instalação de guarda-corpo na rua Bela Vista
8 Senhora do Carmo Reestruturação da Capela do Velório
Barro Branco Construção de escadas e rampas
7 Boa Esperança Construção de guard rail entre as ruas João XXIII e Alta Esperança
6 Bela Vista Construção de rampa ao lado da escada que entre as ruas Ormindo Dias Lage e Um
6 Alto Boa Vista Construção de mureta de proteção na rua Um
6 Pará Construção de escada com corrimão e ponto de ônibus em frente ao antigo Hotel Europa
4 Juca Rosa Revitalização do acesso à Av. Cristina Gazire
4 Praia Dispositivos de acessibilidade na Av. Cristina Gazire
4 Juca Rosa Instalação de guarda-corpo, grades e boca de lobo na rua Camélia
3 Machado Instalação de guarda-corpo entre a Av. Rui Barbosa e a rua José Donato
2 Gabiroba Revitalização do beco da rua das Cantineiras
2 Candidópolis Melhoria da ponte e desassoreamento do rio
1 Abóboras Construção de passeio da via entre os bairros Abóboras e Conceição
1 Valença Instalação de guarda-corpo na localidade em frente à moto-pista
5 Pedreira Construção de muro de arrimo na rua Gaivota
3 Água Fresca Construção de muro de arrimo e cobertura no muro da UBS
5 Pedreira Construção de muro de contenção na rua Canário

 

Homologadas

Ainda durante o evento, foram homologados outros dois contratos. O primeiro que garante a construção da praça Mário de Carvalho de Azevedo de Barros, com acesso à avenida Duque de Caxias, no bairro 14 de Fevereiro. O segundo, com as obras de drenagem das ruas Girassol, Malba e Amor Perfeito, no bairro São Pedro. As ordens de serviço dessas obras serão assinadas nos próximos dias.

Também foi anunciado pelo secretário de Administração, Gabriel Quintão, que, ainda neste mês de fevereiro, será licitada a reestruturação da ponte na rua dos Ingleses, no bairro Conceição, mais uma das obras escolhidas pela população no OP.

Satisfação 

A secretária municipal de Obras, Elaine Mendes, destacou a eficiência dos trabalhos de mapeamento, levantamento de custos, planejamento e licitação executados pela Prefeitura após as assembleias. “Um dos obstáculos era justamente o prazo, o pouco tempo para levantar tantas necessidades, precificá-las e torná-las disponíveis para uma licitação pública. Passamos todo o segundo semestre trabalhando nisso e agora, já na primeira semana de fevereiro, estamos dando autorização para início das obras. É uma grande vitória coletiva”, comemorou a secretária.

Já o secretário de Administração e coordenador do OP, Gabriel Quintão, abordou o caráter democrático do Orçamento Participativo e se animou com o início em breve das obras. “Para quem vivenciou todas as outras etapas, as assembleias, para quem acompanhou as discussões, é um momento de muita felicidade. Estamos prestes a iniciar as obras escolhidas pela própria população, e com acompanhamento direto dos conselheiros eleitos pelas regionais. É a expressão máxima da cidadania e da democracia”, afirmou.

O prefeito Marco Antônio Lage comentou sobre como as obras do OP conversam com plano de governo da atual gestão. “Tivemos muitas entregas durante a nossa administração, mas, em 2024, serão ainda mais obras em Itabira. Nós temos as obras do plano de metas, as ações já planejadas, que se aliam às obras do Orçamento Participativo e abrangem todas as regiões urbanas e rurais. Então, o itabirano pode se acostumar, porque vai viver em um canteiro de obras neste ano”, disse o chefe do Executivo.

Sobre o OP

O Orçamento Participativo voltou a ser promovido pela Prefeitura de Itabira após 23 anos. Durante todo o ano passado, foram executadas as estampas de escuta da população e planejamento das obras selecionadas. Ao todo, o OP destinará mais de R$ 40 milhões às ações eleitas pelas nove regionais do programa.