São Gonçalo tem retorno positivo de aulas presenciais

Seguindo todos os protocolos, comunidade escolar acredita que retorno contribuiu para melhoria da qualidade de vida das crianças 

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo, por meio da Secretaria de Educação retornou as aulas da rede municipal de ensino em sistema híbrido há cerca de 30 dias. O balanço desse período foi positivo para a comunidade escolar. Para o prefeito Raimundo Nonato de Barcelos (Nozinho), a decisão de retomada das aulas presenciais no sistema híbrido e gradual foi uma decisão tomada com muita responsabilidade e felizmente tem contribuído para a melhoria da qualidade de vida das crianças e facilitado o aprendizado. 

A secretária de Educação, Lucinda Imaculada de Barcelos Santos demonstrou satisfação com o retorno positivo da comunidade escolar quanto a retomada das aulas. Ela explicou que o retorno em sistema híbrido de forma gradual e optativa foi uma decisão muito estudada por uma Comissão composta por integrantes das equipes das secretarias de Educação e Saúde, assessoria de Comunicação, coordenação de Vigilância Sanitária, Procuradoria Jurídica e representantes da Câmara de Vereadores e pais, levando-se em consideração os índices de transmissão da Covid-19 no município, os quais continuam sendo monitorados.  

Ela esclareceu que é preciso seguir rigorosamente os protocolos de biossegurança, cuidar um do outro com o propósito de que, a partir da primeira fase, tenha-se quinze dias de adaptação e acomodação do medo e angústia que remete a todos entre uma fase e outra, ou o próprio recuo ou avanço da Covid-19, para observar e ver como poderá ocorrer as modificações, que será com o aval da Comissão Ampliada que deferiu pelo retorno em fases.

Para Maria das Graças Carneiro, mãe do aluno da escola Manoel Gonçalves Moreira, Cauã Bernard Carneiro, o filho está empolgado com as aulas. Ela contou que o menino chegou todo entusiasmado contando como foram as horas na escola, que está aprendendo as letras e agora almoça correndo para ir estudar. “Para nós que somos pais é uma satisfação muito grande ver a alegria do filho”, contou.  

Alunos da Educação Infantil se adaptam a protocolos e voltam ao ambiente de aprendizagem. Foto: Nívia Leles/Acom/PSGRA

 

EDUCADORES SE REINVENTARAM PARA PROMOVER APRENDIZADO

A professora Adriana Salles comentou que os educadores tiveram de se adaptar para que os alunos continuassem com interesse e acesso aos conteúdos durante o período de aulas remotas. Agora com o ensino híbrido, novos protocolos e treinamento implantados tivemos um novo momento de nos reinventar. “Em nossa primeira semana de aulas presenciais com as turmas do primeiro ano, sentimos uma grande alegria ao reencontrar com as crianças e poder acolhê-las”, lembrou.

Para Maria Ribeiro a retomada no sistema híbrido foi uma grande motivação para as crianças, pois puderam socializar, sair de casa e ter contato com os professores e os coleguinhas. “Percebemos através de uma escuta constante as expectativas das crianças, foi muito gratificante ver os olhinhos brilhantes delas. Vimos nelas grande satisfação com este retorno”, relatou.

Rita de Cássia, também professora do 1º Ano, expressou o sentimento de muitos professores. “Temos a certeza que ficamos melhores depois da pandemia, somos pessoas mais inclusivas, conseguimos neste processo, enxergar as diversidades das crianças e de todos os atores educacionais”, resumiu.

Para a diretora do Centro de Educação Infantil José de Alencar, Juliana Paiva Nunes, a volta das aulas presenciais trouxe vida à escola. “Foi um trabalho de treinamento de profissionais e adequação de todo o espaço físico da escola para receber os alunos”, contou. E disse ainda que a expectativa da escola é ter a adesão de retorno de 100% dos alunos. 

OUTRAS TURMAS RETORNARÃO GRADATIVAMENTE

Conforme definição da Comissão de Análise de Volta às Aulas Presenciais, na próxima segunda (13), a Rede de Educação entra na quarta fase de retorno dos alunos do Ensino Fundamental I – dos 3º, 4º e 5º Ano. A quinta fase será dia 27 de setembro, com retorno dos alunos do 6º e 9º Ano. Na sexta fase, em 18 de outubro retomam os alunos do 7º e 8º Ano. Já a sétima fase, de alunos de 2 e 3 anos ainda terá uma data definida.

De acordo com informações da Secretaria, nessa fase a criança precisa de um contato físico com os profissionais da educação que ainda estão recebendo a 2ª dose da vacina de Covid-19. Além disso, essa faixa etária não tem indicação para o uso de máscaras, item essencial na prevenção da Covid-19. Então é necessário mais cautela. 

O município está na Onda Amarela do Minas Consciente do governo do Estado e para mantermos o calendário de retomada das aulas presencias é necessário que a população continue mantendo os cuidados preventivos para evitar a contaminação.